PUBLICIDADE

arte & cultura

Museu da Língua Portuguesa reabre após cinco anos 

Por Miriam Temperani

Com medidas de segurança mais rígidas e atrações ainda mais modernas e atrativas ao público, icônico museu vai voltar a fazer parte dos eventos culturais imperdíveis da cidade 

É a língua que nos une, que nos define como nação e civilização. Apesar de novas expressões, dialetos e sentidos serem criados diariamente, é preciso cultivar os primórdios da Língua Portuguesa e é essa a principal intenção do Museu em sua homenagem que a cidade de São Paulo construiu. Quando um grande incêndio destruiu suas instalações no histórico endereço da estação da Luz no centro da capital, muitos entraram em comoção pois o museu abrigava grandes obras da Língua Portuguesa em ambientes cenográficos e inclusivos, que faziam o visitante realmente viajar pelas palavras. Após cinco longos anos de espera pela reforma e adequação do local que novos incidentes não aconteçam, esse mês as portas do Museu da Língua Portuguesa serão reabertas ao público.

Totalmente adaptado para a nova realidade pandêmica que vivemos, o museu trará ainda mais tecnologia e inovação. Algumas obras serão acionadas por comando de voz, para que o público possa interagir, porém sem tocar. Outra novidade é um acesso direto do Museu com a Estação da Luz, da CPTM, um espaço que deve atrair ainda mais visitantes para essa pérola da cultura brasileira. No último andar ainda funcionará um café a céu aberto, com vista para o Parque da Luz e a Pinacoteca, ideal para encontros, reuniões e passeios. Em meio a todas essas novidades, tem uma que acalenta o coração de todos. Os sistemas anti incêndio foram todos modernizados e hoje o espaço conta com os sprinklers, também conhecidos como “chuveiros automáticos” que são os mais eficientes para combate das chamas ainda em seu início, evitando o alastramento. O museu reabre suas portas no dia 31 de julho, ainda sem divulgação de horários e valor de ingresso, mas é opção imperdível para curtir com as crianças nas férias.