PUBLICIDADE

São Paulo / Esporte

Catar 2022: por 4×2 nos pênaltis, Croácia leva a melhor e faz Brasil adiar o sonho do Hexa em Copas do Mundo

Foto: divulgação

  Não foi dessa vez para o Brasil. Na disputa pelas quartas de final, no Catar, levada à decisão por pênaltis, o país perdeu por 4×2 e assim, por mais três anos e meio, adiou o sonho de conquistar o Hexacampeonato em Copas do Mundo. O jogo aconteceu na tarde desta sexta-feira (09) no Estádio da Educação, com capacidade para 45 mil pessoas. 

  O início deixou, ainda mais, o público agitado nas arquibancadas. Hoje, ambos os times só tiveram duas opções: ganhar ou perder a Taça, por hora. Aos 20’, o Brasil tentou, com o volante Casemiro, balançar a rede, mas a defesa croata fez com que o grito de vitória ficasse no papel. A partida continuou. BRA e CRO insistiram em alterar o placar, todavia, nenhuma novidade até os 29’. Aos 30’, cartão amarelo para a Croácia (Marcelo Brozovic), por entrada perigosa. 11’ depois, Neymar finaliza de perna direita para o gol. No entanto, se deparou com a barreira adversária. Fim do 1T. 

   2T em ação. Entre os 2’ e os 3’, o Brasil ficou bem pertinho do primeiro ponto. Contudo, sem êxito. Aos 11’, substituição no mesmo: Raphinha cedeu lugar a Anthony e aos 19’, foi Rodrygo quem ocupou o espaço de Vinícius Júnior. Aos 36’, era vista a intensidade de acelerar os corações verde e amarelo. Esperança, medo, angústia. Um mix de sentimentos tomou os semblantes de todos que assistiam àquele instante, em casa ou in loco. Caso o empate persistisse, a prorrogação seria necessária. Aos 38’, trocas no BRA: saiu o Richarlison e veio o Pedro. Muitos incentivos para a equipe de Tite, por conta da plateia, que não desacreditou. 4’ de acréscimos. 

 1TP. As expectativas, gigantescas em relação ao avanço na penúltima rodada do torneio. O desafio caminhava para os 11’ e o 0X0 parecia não ir embora dos gramados dos Emirados Árabes. Porém, aos 15, o Brasil provou querer a vaga e com Neymar, acabou com o desespero. 1 Brasil x 0 Croácia. Nessa hora, o atacante se iguala a Pelé, o maior artilheiro da história da seleção brasileira. 77 Gols. 2TP e a Croácia empata. 1 Brasil x 1 Croácia. Na cobrança de pênaltis, 4 Croácia x 2 Brasil, resultado que eliminou o BRA do Mundial