PUBLICIDADE

São Paulo / Saúde

Keity Tabosa Zaidan: “procedimentos podem mudar a autoestima e a vida das pessoas”

Dra. Keity

A dentista é sócia-proprietária da Beauty Face Odontologia e Harmonização Facial, clínica que está fazendo bastante sucesso na região da Barra da Tijuca

A dra. Keity Tabosa Zaidan possui três Especialidades distintas dentro da Odontologia. Graduada pela Universidade Federal do Amazonas no ano de 2009, a dentista é Especialista em Harmonização Orofacial, Especialista em Próteses Dentais e Especialista em Implantes Dentais e é sócia-proprietária da clínica Beauty Face Odontologia e Harmonização Facial, localizada na Av. Ator José Wilker, número 600, sala 263, Barra da Tijuca (Union Mall, Centro Metropolitano da Barra).

A Beauty Face Odontologia nasceu há quase três anos. O espaço foi criado com o objetivo de ela mesma apresentar aos seus pacientes um trabalho mais completo, voltado para área de estética, pois a dra. não estava completamente satisfeita, quando comparava o “antes e depois” de seus pacientes para mensurar seus resultados.

Conte como a senhora e sua clínica Beauty Face Odontologia e Harmonização Facial conseguiram se consolidar como referência tão rapidamente na região.

“Aluguei uma sala, na movimentada av. Abelardo Bueno, bem de frente da região onde acontece o Rock in Rio. A sala era bem pequena. Apesar de já ser bastante conhecida na minha cidade de origem, estava começando aqui no Rio de Janeiro. Quando estava finalizando os detalhes do meu empreendimento, para deixá-lo aconchegante, bem equipado e confortável, veio a pandemia. Que momento difícil! Eu costumo dizer que, apesar de a pandemia ter sido, obviamente, uma grande fatalidade e tristeza para todo o mundo, por outro lado, teve um aspecto positivo pra mim, profissionalmente falando. Digo isso porque foi nesse momento de dificuldade, que tive a oportunidade de mostrar o que eu considero ser um diferencial meu: a minha preocupação com o ser humano, de forma integral. Nesse período, resolvi investir ainda mais em inovações para combater o COVID-19 dentro do meu consultório, como por exemplo, a máquina geradora de ozônio dentro do ambiente, um adicional importante às rotinas de limpeza e higienização da sala clínica que eram realizadas de forma rigorosa, entre um paciente e outro. Além disso, ainda houve a questão de ter ficado quase que sem concorrência, visto que praticamente todos os dentistas da região pararam de atender. Eu resolvi seguir em frente, com pandemia e tudo. Dessa forma, tive uma procura muito grande pelos meus serviços e fiquei conhecida rapidamente”.

Porque decidiu aliar odontologia e estética e trabalhar nesse nicho?

“Porque eu acredito que uma boa reabilitação oral deve ser complementada com um tratamento facial. Não adianta eu entregar um sorriso maravilhoso se a pessoa está com o rosto descuidado… Por isso fiz minha terceira Especialização em Harmonização Orofacial. Sei da qualidade do que eu ofereço, e é bem legal poder contribuir causando transformação na autoestima e na vida das pessoas. É muito gratificante pra mim saber que o meu trabalho ajuda as pessoas a se sentirem mais felizes, mais realizadas… que contribuiu para a pessoa conseguir o emprego dos seus sonhos ou que a pessoa passou a se sentir segura o suficiente para encontrar o amor da sua vida, por exemplo. As histórias são inúmeras… e é o que eu mais curto na minha profissão”.

O que é a Odontologia Estética? Como aliar questões estéticas à funcionalidade e autoestima?

“A Odontologia Estética é uma parte da Odontologia, mas não a mais importante. Em primeiro lugar precisamos entender as necessidades de saúde daquele paciente. Nunca deixamos de ser profissionais de saúde. Antes de partir para estética, lidamos com o lado clínico, ou seja, deixar a gengiva saudável e livre de tártaros, periodontite e gengivite, não deixamos pacientes com restos de dentes, lesões cariosas ou qualquer foco de infecção na boca. Saúde bucal é coisa séria e não deve ser negligenciada. Precisamos primeiramente que o nosso paciente esteja estabilizado, saudável, livre de infecção, de doenças bucais, para que possamos seguir adiante com estética.

Os recursos da odontologia estética, vão além do intraoral, ou seja, aquilo que já é classicamente conhecido: clareamento dental, as restaurações estéticas anteriores em porcelana, lentes de contato dental, substituição de dentes perdido, etc. Hoje em dia, a gente trabalha com a toxina botulínica, tanto para corrigir problemas funcionais, (como bruxismo e apertamento dental), como para correção e prevenção de rugas na face. Com a explosão dos procedimentos de harmonização facial, a odontologia abriu um leque gigante. A Harmonização Facial hoje é uma Especialidade Odontológica, e trata toda a face e pescoço do paciente. Para melhorar a estética, a gente pode lançar mão dos bioestimuladores de colágeno, do próprio ácido hialurônico, dos procedimentos com IPRF a partir do plasma sanguíneo, dos fios faciais, peelings químicos… temos uma diversidade muito grande de ácidos, de procedimentos de microagulhamento facial para a indução de colágeno percutâneo. Trabalhamos com procedimentos que mudam a vida, a autoestima e transformam as relações das pessoas”.

Que cuidados os pacientes devem ter para não cair na armadilha do exagero, como ocorre em alguns procedimentos de harmonização?

“Ótima pergunta! Isso é algo muito sério! A gente vê que, infelizmente, existem no mercado profissionais despreparados, tanto para realizar esses procedimentos quanto para lidar com alguma possível intercorrência. Então, a primeira dica que eu dou é que não basta ir em um dentista, biomédico. Seja o que for, acho que não basta ir em um profissional, apenas, graduado. O ideal é ir num profissional que seja especializado em harmonização. Porque senão, acaba caindo em algumas armadilhas como risco de necroses, assimetrias grandes e/ou resultados insatisfatórios ou artificiais. Coisas que ninguém quer”.

Para realizar procedimentos estéticos, em geral, é necessário jejum? Há alguma contraindicação? Há limite de idade? Qual o tempo de recuperação do (a) paciente?

“Existem sim. As contraindicações dependem de cada procedimento especificamente. Mas de forma geral, não realizamos procedimentos em pacientes grávidas, pacientes com problemas de saúde sistêmicos e que estejam descompensados, pois devem primeiro procurar seu médico para fazer controle (diabéticos, portadores de doenças autoimunes, etc). Também não realizo alguns tipos de procedimentos em pacientes que já possuam algum tipo de preenchedor não reabsorvível na face (tipo o PMMA), pelo risco aumentado de complicações nesses pacientes”.

Quais as maiores novidades em relação a tratamentos, produtos e tecnologia. Há uma tendência no momento?

“O grande boom do momento são os bioestimuladores de colágeno e os fios faciais. Quanto aos bioestimuladores, eu sou muito fã, gosto muito do resultado. Vale muito a pena! Você investe no colágeno, sabe? É um investimento! São incríveis e quem faz, se apaixona pelos resultados. Gosto de oferecer os bioestimuladores pois são tratamentos que fidelizam a minha clientela pelos ótimos resultados, com naturalidade”.

Após uma certa idade, a pele começa a envelhecer devido à baixa produção de colágeno. Como gerenciar o envelhecimento do maior órgão do corpo humano? Qual o melhor tratamento?

“O fato inegável é que envelhecemos todos os dias. Precisamos fazer o paciente compreender a importância do conceito de “gerenciar o seu envelhecimento”, para que envelheça bem e com autoestima elevada! Esse gerenciamento abrange alguns pilares. É claro que os procedimentos realizados dentro do consultório são maravilhosos e é um pilar fundamental. Mas existem outros pilares importantes na manutenção de uma “pele de pêssego”. A investigação de alguns parâmetros nos exames laboratoriais por exemplo. Ficamos de olho nos hormônios, pois eles interferem muito nos nossos resultados. Também receitamos suplementação via oral manipulada adequada para cada caso. Outro pilar importante é o cuidado do paciente em seguir as recomendações fora da clínica (produtos para lavar, higienizar, tonificar e hidratar a pele diariamente. Nós também oferecemos os produtos ideais pra isso na clínica), hidratação oral suficiente, alimentação correta (eliminação ou ao menos redução do açúcar, álcool e cigarro). Outro pilar importante é se proteger do sol… o carioca gosta muito de praia e, quando for a esses lugares, não pode esquecer de usar o filtro solar fator alto, chapéu grande e óculos escuros, além de evitar a exposição ao sol por muito tempo também. Esse conjunto de ações realmente são capazes de transformar não apenas a estética, mas a vida das pessoas”.