PUBLICIDADE

São Paulo / Polícia

A Subprefeitura da Sé multou em R$ 38 mil a empresa DMAIS Arquitetura e Construção, responsável pela implantação do “Touro de Ouro”

A Subprefeitura da Sé multou em R$ 38 mil a empresa DMAIS Arquitetura e Construção, responsável pela implantação do “Touro de Ouro”, instalado sem o devido aval da Comissão de Proteção à Paisagem Urbana (CPPU) na Rua XV de Novembro, no Centro da capital paulista.
O arquiteto responsável pelo projeto do monumento pediu que a decisão da comissão seja reavaliada.
A multa foi recomendada pela própria CPPU, que em reunião na última terça-feira (23) deliberou que os responsáveis pela obra deveriam ter submetido a estátua ao colegiado com 30 dias de antecedência da instalação, como manda a legislação urbana da cidade. A falta da licença do órgão foi denunciada na segunda (22).
A CPPU também ordenou que a estátua fosse removida do espaço por conter elementos de publicidade que faziam referência a uma das patrocinadoras da obra, a empresa de educação financeira Vai Tourinho, do economista Pablo Spyer e da XP Investimentos.
Na multa aplicada pela Subprefeitura da Sé nesta terça-feira (29), a gestão municipal afirma que a obra feriu o artigo 39 da Lei Cidade Limpa, “por instalar, colocar ou exibir anúncio publicitário, em imóvel público ou privado, edificado ou não, sem a necessária licença de anúncio”, conforme os conselheiros da CPPU já haviam deliberado na semana passada.
Após a decisão do conselho, a Bolsa de Valores de São Paulo (B3) removeu a estátua da rua XV de Novembro na noite daquela mesma terça-feira (23), levando ao monumento para um depósito do acervo da empresa.
(📸: reprodução)